* kaciPesca *
Olá visitante

Se está registado faça Login, se não está Registe-se e usufrua de todas as funcionalidades do fórum

Ajude-nos a crescer.

KaciPesca - Diverte-te por cá Wink


Cumprimentos
Rogério




 
InícioInício  PortalPortal  Registrar-seRegistrar-se  Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  Button10  Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  11kdxxe  Conectar-se  
KaciPesca - Diverte-te por cá
» Descubra o Cartão KaciPesca - AQUI «
Ler as Regras e fazer a Apresentação é Obrigatório!

Compartilhe
 

 Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
José Luis
Moderador
Moderador
José Luis

Sexo : Masculino
Nº. Mensagens : 4205
Idade : 49
Localização : Lisboa
Ocupação : Metalurgico
Humor : De tudo
Data de inscrição : 25/05/2011
Pontos : 4755

Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  Empty
MensagemAssunto: Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos    Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  EmptyDom Jan 13, 2019 8:20 am

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ora cá vai alho  Very Happy  jola  e aí está uma das raças mais antigas extinta no século XVIII sendo já conhecida no século XVI,pouco se sabendo quanto á sua origem .Como outras raças inglesas praticamente extintas e que hoje se tentam reconstruir ,o LONDON FANCY tem os seus admiradores que tentaram recriá-lo com sucesso .O seu comprimento éra de 12 centimetros ,tem um aspecto robusto e apresenta marcaçâo simétrica nas asas e cauda .A plumgem é de diversas tonalidades ,embora a mais valiosa fosse o amarelo -claro .Caso curioso é que a  verdadeira plumagem do LONDON FANCY só se fixava  depois da primeira muda .Sendo um bom cantor e ótimas qualidades reprodutivas constitui surpresa e admiraçâo o seu desaparecimento de tantos anos ,aparentemente sem nada o justificar ,terei de pesquisar mais sites na obtençâo de informaçâo ,editarei o tópico agora em construçâo
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ressuscitando a fantasia de Londres !!

O London Fancy é um pouco cálice do Santo Graal para muitos criadores canários em todo o mundo que teria servido Jesus Cristo na Última Ceia, provavelmente ainda mais quando  consideram muito poucos criadores de outros países saberem   de sua existência há cem anos.

Entre esses criadores de hoje, há muitas opiniões e crenças sobre o que é realmente é ou foi e como recriá-lo, existe relatos escritos comprovando sua criaçâo e conhecidos ao longo dos anos, com alguns acreditando que ele se tornou realidade com uma côr  clara de corpo e costas e só ter asas escuras e cauda que se tornou um simbolo da canaricultura Inglesa
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Embora existam registos de um pássaro de corpo claro sendo criado na área de Nottingham durante a década de 1840 e foi chamado o Lizzard Limâo , mas não há mais relatos depois de 1850.

O icônico canário com asas e cauda apenas escuras parece ser o pássaro ideal para exibir e é selecionado para competir com aves de várias raças

Apesar de ser chamada de London Fancy , não começa a usar o nome até que em 1840, quando vários clubes foram criados para registá-lo  com o pássaro claro com apenas as asas escuras e cauda sendo tipo padrâo como o melhor para a exibição. Mas um canário claramente o mesmo e muitas vezes chamado de "Spangle backs",  eram mais variados e começa a vida aqui sobre o mesmo tempo que o Lizzard  em 1680 vindo de França . Alguns dos autores dos séculos XVIII e XIX alegavão de que o Lizzard  veio deste pássaro e vice-versa, consideravam 3 partes de outros iguais  canários Lizzard , quando criados com o original Londom Fancy inevitavelmente teriam  descendentes de sangue e portadores

O autor de “The Bird Fanciers Guide e Necessary Companion ”em 1762 refere-se ao Lizzard  que  até então como“ The Fine Spangled Sort "e muitos dos puristas Lizard acreditam que seja o mais antigo canário que permaneceu inalterada, pode ser rastreada na Normandia até a época de Joana da Arca, mas de muito cedo no século 17 até chegar aqui todas as referências a ele era de umpássaro castanho de olhos cor-de-rosa pálido  que nós aqui agora chamamos canela logo após a sua chegada   que reverte de volta ao verde, ele sempre teve uma aliança com o Norwich, e  canário mais antigo que chegou a vir da Holanda em 1580,  sendo a única raça clara nesse tempo
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
A partir do século marca uma época  na  sua existência que é pode ser dividida em duas crenças que se contradizeme  que se relacionam  a  ele como uma raça real durante todo este período até a década de 1920 e

o resto durante esse mesmo período escreve de como ressuscitá-lo e de seus sucessos

e muitos deles também  referem cruzamentos entre o Lizard , Norwich e o Fife Fancy
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
No novo padrâo do London fancy pode-se ver por estas imagens a nova reconstruçâo da raça através de sucessiuvos cruzamentos até eliminar ao variegado ,realçando os pontos de eleiçâo de origem
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Infelizmente, a origem precisa do London Fancy Canary não foi documentada. Acredita-se que a história do London Fancy Canary remonta a meados do século XVIII. Sobre o genético do London Fancy Canary não se sabe porque o criador durante esse tempo não tinha conhecimento de genética e estava meramente declarando questões sobre esse fato. A maioria dos fatos que conhecemos é de história oral ou escrita. Por causa dos documentos históricos, pode-se dizer com certeza que o London Fancy Canary é derivado da mesma origem que o Lizard Canary. Isso significa que uma mutação de um canário foi a base para o Lizard Canary e o London Fancy Canary. A idade de ouro da Canary Fancy de Londres foi em meados do século XIX. Alguns anos depois, o número de criadores diminuiu. A razão para isso também é desconhecida. Afirma-se que a endogamia, cruzamento com outras raças e também a dificuldade de produzir um número suficiente de aves de exposição são algumas das razões para este facto. Até o final, só podiam ser vistos pássaros, que não eram mais que semelhantes à velha descrição
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
A descrição do London Fancy Canary

de um cartão original de cigarro ou John Player  Este velho canario   é um pequeno passarinho  muito atraente. É um bom cantor e sua natureza animada e alegre faz dele uma raça única . As penas escuras devem ser muito escuras verde-preto, contrastando bem com o amarelo vivo . O bico, as pernas e os pés também são escuros, e as penas com lantejoulas geralmente aparecem nas costas; o ideal, no entanto, é uma plumagem perfeitamente clara em todo o corpo
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.].
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Quais são os argumentos para um relacionamento do LONDRES FANCY CANARY com o LIZARD?

1. A maioria dos documentos históricos fala de um relacionamento com o Canário Lizard.

2. Como filhote, o London Fancy Canary é como o Lizard, um vulgar pássaro verde.

3. Como um pássaro jovem, a maior parte dos canários  Fancy de Londres tinham a calota  típico de um Lizard Canary, que foi desaparecendo  mudaapôs muda e seu aperfeiçoamento

4. O London Fancy Canary era como o Lizard Canary um pássaro de exposição anual por causa do mesmo caráter instável da plumagem, que se fixa na côr padrâo após a primeira mudança de pena
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
À primeira vista, pode-se suspeitar que o pássaro era "apenas" um Canário com asas negras. Essa suposição está incorreta.

O London Fancy Canary foi uma mutação especial.

Quais são as características especiais do London Fancy Canary?

- um corpo amarelo claro e profundo - asas negras - cauda preta - unhas pretas - pernas e pés escuros - bico escuro,é o conceito de eleiçâo de ajuizamento
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
O fato é que muitos criadores e clubes especiais tentam reproduzir essa mutação mais tecnica . Sem saber os fatos genéticos exatos, isso é muito difícil. A relação do Lizard  é conhecida. Uma razão para o fato de que a maioria dos criadores está trabalhando com Lizard , enquanto outros criadores usam o cruzamento com Lugres e híbridos. Mas a despesa e de tempo para obter o London Fancy Canary de volta é tudo o que valeu bem  a pena todo este empenho de oi fazer chewgar até aosa dias de hoje quebrande um jejum de sua existência mais de 3  séculos ,diga-se um trabalho notável já se pensa concerteza nas mutaçôes como as imagens abaixo
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Mutaçâo branco \bruno este de cima
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

A razão para o declínio nos números é simples: Bernard Howlett, o fundador do London Fancy Canary Club, não esteve bem e não pôde comparecer com seus pássaros. Isso deixou Andy Early e Martin Walker para fazer a apresentaçâo  

Martin desenvolveu sua própria linhagem de London Fancies; os pássaros em exibição tem extensas penas claras no corpo, com penas escuras nas asas e na cauda, ​​mas esbatidas por penas horríveis. O macho reprodutor  de Andy é fundado na linhagem holandesa, e este foi o segundo ano em que ele os mostrou. O progresso que ele fez é impressionante. Todas as aves do ano em curso eram  com penas menos nítidas em seus corpos do que as aves de Martin, mas crucialmente 100% de penas escuras em suas asas e cauda. Como todas as aves da linhagem holandesa, elas eram escuros em penas de ninho, as penas leves e matriz só apareciam durante a muda.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
O corpo dessa ave havia ficado 75% claro em 2017. Agora estava quase totalmente claro; apenas uma pena suja no seu dorso  estragou o desenho geral. Ele passou a ganhar o Best London Fancy nas seguintes expôs com os sucessivos apuramentos
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Uma das características mais interessantes do moderno London Fancy é que, enquanto ele perde melanina no corpo com cada muda, é capaz de reter a melanina nas asas e na cauda. O grau de perda da melanina varia e é imprevisível. Felizmente a melhora é surpreendente.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
A outra diferença que você pode ver é uma perda de lipocromo (cor do solo). Em 2017, esta ave tinha uma cor incrivelmente intensa; mais ouro que amarelo. Em 2018 ela parece mais pálido, muito mais próximo de um amarelo canário convencional. Por que essas mudanças ocorrem ainda não é conhecido; pode ser a influência da cor canária que Piet Renders usou em sua experiência inicial; pode ser um fator epigenético ou uma combinação dos dois. Esse é um assunto para outro dia, mas seja qual for a causa, o resultado é uma melhoria significativa na clareza de algumas aves do segundo ano.

O LFCC tem conhecimento desse fenômeno, mas esta é a primeira ocasião em que temos evidências fotográficas. É diferente da melhoria dos canários do segundo ano de qualquer outra variedade, que normalmente é pouco mais que um aumento no tamanho. A claridade extra nas penas das aves do segundo ano dá aos criadores um incentivo extra para manter essa variedade notável.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Visite e participe.Abraço

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por José Luis em Seg Jan 14, 2019 5:04 pm, editado 10 vez(es) (Razão : Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos)
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Luis
Moderador
Moderador
José Luis

Sexo : Masculino
Nº. Mensagens : 4205
Idade : 49
Localização : Lisboa
Ocupação : Metalurgico
Humor : De tudo
Data de inscrição : 25/05/2011
Pontos : 4755

Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  Empty
MensagemAssunto: Re: Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos    Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  EmptySeg Jan 14, 2019 10:02 am

Já mais composto ,falta frizar mais umas coisitas e tal ,breve postarei abraços amigos sempre


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Visite e participe.Abraço

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Luis
Moderador
Moderador
José Luis

Sexo : Masculino
Nº. Mensagens : 4205
Idade : 49
Localização : Lisboa
Ocupação : Metalurgico
Humor : De tudo
Data de inscrição : 25/05/2011
Pontos : 4755

Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  Empty
MensagemAssunto: Re: Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos    Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  EmptySeg Jan 14, 2019 2:40 pm

Quarta-feira, 17 de janeiro de 2018


 LOS LONDON FANCIES NA EXPOSIÇÃO NACIONAL 2017
13/10/2017 por Huw Evans

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

  
 A Exposição Nacional é um dos poucos eventos neste país (ou em qualquer parte do mundo) onde você pode ver as novas fantasias de Londres em exibição.  Oficialmente, esta seção da exposição é organizada pelo London Fancy Canary Club, mas na prática depende do trabalho duro e da dedicação de dois amadores: Bernard Howlett e Andy Early.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

 Estes ainda são os primeiros esforços para a ressurreição da raça;  Aves são mais um trabalho em andamento do que o produto final.  A qualidade das aves inevitavelmente varia de ano para ano, mas isso torna o Nacional um lugar obrigatório para aqueles de nós que acompanham o desenvolvimento da raça.[/justify]

          O benchmark foi criado em 2015, quando Piet Renders trouxe    sua equipe da Holanda.  Foi a primeira vez que pudemos comparar as variedades holandesa e britânica lado a lado.  Não houve competição: Piet varreu e mereceu.  Seus pássaros não só mostram penas claras de contorno, mas também asas e caudas escuras;  Eles não são penas sujas.


          O evento de 2016 foi uma pausa;  Os pássaros de Piet estavam ausentes e, embora houvesse muitos espécimes na exposição, cada um deles mostrava penas sujas nas asas e / ou na cauda.  No entanto, houve    coisas que aconteceram e não foram observáveis: Andy Early conseguiu alguns pássaros de Piet e Marko Dielen naquele ano.  A exposição de 2017 seria a primeira oportunidade para vermos se seus descendentes atendem às expectativas.


          Eles fizeram isso  Apenas 12 aves foram registradas, mas fiquei muito impressionado com o que vi no National de 2017. A qualidade foi um grande passo em relação ao ano anterior.


          A melhor neve e a melhor melhor neve e o melhor bruno da    O London Fancy foi criado por Andy das ações holandesas.  Eles exibiram extensas áreas de manchas claras sobre o corpo, combinadas com asas e cauda completamente escuras.  É verdade que as penas de contorno não eram 100% claras, como visto nas melhores aves de Piet, mas considerando a pequena amostra, os resultados superaram em muito minhas expectativas.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


          O gene preto fugitivo (também conhecido como gene LF) parece ser um fator parcialmente dominante.  Aves têm ou não, mas se eles têm o gene, sua expressão pode ser de 1% a 99% de desfoque claro.  A melhor neve foi pelo menos 90% clara;  o melhor Jonque mais de 75%.  O que você não pode ver, mas é crucial para a autenticidade dessas aves, é que elas se mudaram da escuridão na pena do ninho para a clareza na plumagem de um adulto.
        
 Outra característica que achei atraente é a sua cor.  O melhor Jonque era um amarelo intenso;  chama a atenção.  Pelo contrário, a melhor neve foi    pálido  Foi um contraste muito maior do que o que é visto entre espécimes intensivos e não intensivos em canários amarelos e lipocromos, por exemplo.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


          Andy poderia ter ganho os principais prêmios, mas foi bom ver que Bernard Howlett, o pai fundador da nova London Fancy, estava entre os vencedores do prêmio.  Nós também tivemos o prazer de ver Martin Walker mostrando suas London Fancies pela primeira vez.  As aves de Martin são baseadas em uma linha diferente das outras    e eles não estavam fora de lugar aqui.    Martin tem arado seu próprio sulco por dez anos.  Começou com uma fêmea de Lancashire x um Lagarto macho e conservou essas aves consistentemente com a melhor combinação de penas de corpo leve e asas escuras e cauda.  Ele me disse que os pássaros mostram variedade nas penas dos ninhos, mas que essas áreas se expandiram durante a muda.  Isso sugere a intrigante possibilidade de uma fase intermediária entre as variedades holandesa e britânica.  O tempo dirá.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


          Algumas palavras de elogio também para o juiz Andy Williamson.  Não são muitos os juízes que se encontram com London Fancies, e é possível que eles não estejam familiarizados com a realidade de espécimes não perfeitamente perfeitos com uma ampla gama de qualidades e defeitos.  É uma tarefa difícil, mas acho que a premiação de Andy foi bem-sucedida.


          Estes são os primeiros dias e a corrida ainda é um trabalho em progresso, mas pelo que eu vi na Exposição Nacional, a nova London Fancy está indo na direção certa.

Sábado, 25 de novembro de 2017











 A fantasia de Londres em Lizardag 2017


Escrito por Huw Evans.


   4/11/2017


              De todas as inovações da edição de 2017 do Lizarddag, a introdução de uma aula para o London Fancies certamente será o que será lembrado como um grande passo à frente.


          Até agora, as aulas para o London Fancies só existiram por vários anos no National Bird Show e no South Bucks Show, mas até este ano, os pássaros eram mais "London Follies" do que "Fantasy of London". (London Fancies).  O verdadeiro avanço no ressurgimento da Fantasia de Londres ocorre na Holanda, quando Piet Renders produz uma variedade que é notavelmente semelhante à raça extinta, cuja característica principal é a capacidade de se mover do escuro para a luz, mantendo as asas escuras e a cauda.  A estirpe britânica não pode fazer isso.  É a variedade holandesa que detém a chave para o futuro do London Fancy, e é na Holanda que os melhores exemplares são encontrados.  O Lizarddag confirmou isso.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


          Havia apenas nove pássaros no show, seis deles por Piet Renders e os outros três por Marko Dielen.  Eles forneceram uma visão fascinante do estado atual da variedade na Holanda.  Piet tem uma vantagem: seu programa de criação começou há 18 anos;  (Ele produz em grande escala, tirou cerca de 250 aves em 2017, Marko um décimo desse total) e sua equipe de exposição tem o benefício de vários anos de reprodução seletiva.  Cada um de seus pássaros era lindo.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


          Pelo contrário, Marko vem criando London Fancies por apenas três anos;  Ele tem um garanhão (baseado na linhagem de Piet), mas fez progressos significativos.  Suas aves de competição não podem igualar as de Piet, mas estão cheias de potencial.  Seu junquillo masculino de mais de um ano é próximo aos de Piet, e tem todas as características de um macho fundador de uma linhagem.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




 Piet ganhou o prêmio de Melhor Fancy de Londres, mas havia aspectos do julgamento que me preocupavam.  Quando cheguei ao salão de exposições, dois dos juízes estavam olhando preliminarmente para os pássaros.  Ambos rejeitaram as fantasias brancas de Londres com o argumento de que o London Fancy era um pássaro amarelo.  Historicamente, isso é correto, mas seu pedantismo ignorou três questões fundamentais.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



          Primeiro, COM aceitou o London Fancies    metas para a avaliação e, portanto, os juízes deveriam ter seguido o exemplo da OCM.  Segundo, os juízes estavam dispostos a aceitar o Lagarto Branco, apesar de serem uma invenção moderna, então por que aplicar padrões diferentes ao London Fancy?  Terceiro, e mais importante, o ressurgimento do London Fancy é frágil;  rejeitar pássaros que possuam os atributos fundamentais da raça (além da cor) impedirá que as pessoas aceitem o desafio.  A corrida precisa de toda ajuda possível, mas, infelizmente, os juízes pensaram o contrário.


          O estabelecimento da nova London Fancy não pode ser comparado à reativação de outras raças antigas.  O moderno canário de Lancashire, por exemplo, foi o produto da travessia do Yorkshire Canary com o Crest.  Se o Lancashire alguma vez desaparecesse, seria bastante simples repetir o cruzamento original e restaurar a raça.  O mesmo não pode ser dito do novo London Fancy;  é uma mutação única que não pode ser reproduzida à vontade.

          Em todos os outros aspectos, o concurso foi um passo importante no desenvolvimento do London Fancy.  Aves variou de quase perfeito para canários em andamento.  Crucialmente, cada um deles era o artigo genuíno, tendo passado do escuro para a luz, retendo as asas escuras e a cauda.  Sem dúvida, a edição de 2017 do Lizarddag é um sinal do que está por vir.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Visite e participe.Abraço

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por José Luis em Seg Jan 14, 2019 3:07 pm, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Luis
Moderador
Moderador
José Luis

Sexo : Masculino
Nº. Mensagens : 4205
Idade : 49
Localização : Lisboa
Ocupação : Metalurgico
Humor : De tudo
Data de inscrição : 25/05/2011
Pontos : 4755

Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  Empty
MensagemAssunto: Re: Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos    Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  EmptySeg Jan 14, 2019 2:49 pm

[size=37]Fantasia de Londres[/size]
Este artigo é uma tradução e adaptação do artigo que apareceu na excelente página do tipo spangled kind , ( [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] )   dos quais é o autor Huw Evans.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Admirável Mundo Novo: o New London Fancy no Stafford Show 2015
Postado em 28/10/2015 29/10/2015 por Huw Evans
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

A edição de 2015 do National in Stafford foi um evento revolucionário para o New London Fancy. Era algo que não havia sido visto em uma exposição há mais de um século, e certamente é um presságio das maiores coisas que estão por vir.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Há momentos em que as coisas acontecem porque há homens que colocam todo seu esforço e esforço desinteressadamente. Este foi, sem dúvida, o que aconteceu neste caso. Meus parabéns e agradecimentos vão para Bernard Howlett, Piet Renders e Andy Early por realizar um sonho. Gostaria de agradecer ao Andy pelo seu relatório e pelas fotografias desta incrível ocasião. Eu nunca pensei que pudesse ver um evento como esse.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
No National of Stafford, havia trinta e quatro London Fancys, que é um recorde para Londres. A melhor participação anterior foi em 1897, quando trinta e três cópias foram submetidas.
As aves foram expostas por três expositores: Bernard Howlett, Andy Early e Piet Renders, que viajaram da Holanda. O vencedor do melhor London Fancy foi Piet Renders com um amarelo de mais de um ano. Havia sete pássaros nesta classe, todos de boa qualidade. O   classes eram:
Classe 1, jovens machos amarelos. Ganhou   Piet Renders; Este pássaro foi o terceiro melhor London Fancy.
Classe 2 uma jovem fêmea amarela. Ele era o único pássaro nessa classe; pertencia a Bernard Howlett.
Classe 3 macho, cor amarela (bruno ou Isabela) claro, ou quase claro; ganhou Piet Renders.
Classe 4 feminina, camurça, clara ou quase clara, foi vencida por Bernard Howlett.
O macho amarelo da classe 5 com lantejoulas foi ganho por Bernard Howlett.
Não houve aves nas classes 6 e 7.
A classe 8, feminina com lantejoulas espetadas, foi vencida por Bernard Howlett.
A classe 9, jonque claro ou quase claro, masculina ou feminina, foi ganha por Piet Renders.
A classe 10, ave adulta, masculina ou clara ou quase leve em farinha, foi ganha por Bernard Howlett. Este pássaro também foi o segundo melhor London Fancy da exposição.
A classe 11, ave adulta, macho com lantejoulas, foi vencida por Bernard Howlett.
A ave adulta de classe 12, fêmea com lantejoulas enfarinhadas, foi vencida por Bernard Howlett.
  Piet Renders também colocou no banco alguns London Fancy   brancos e alguns pássaros com marcas marrons (canela), em vez de preto. Essas aves não estavam nas classes competitivas, mas foram expostas apenas por interesse. Se essas aves tivessem sido exibidas em classes competitivas, haveria mais de quarenta londrinos. Houve grande interesse em aves, com muitos comentários favoráveis.
O London Fancy Canary Club quer agradecer a Brian Hogg por julgar os pássaros.
Piet me diz que ele já está esperando pela edição de 2016


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Visite e participe.Abraço

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Luis
Moderador
Moderador
José Luis

Sexo : Masculino
Nº. Mensagens : 4205
Idade : 49
Localização : Lisboa
Ocupação : Metalurgico
Humor : De tudo
Data de inscrição : 25/05/2011
Pontos : 4755

Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  Empty
MensagemAssunto: Re: Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos    Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  EmptySeg Jan 14, 2019 2:50 pm

LAGARTO E LONDRES: duas raças, um único mistério.
Primeira parte

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


O lagarto é um canário cuja origem ainda é um mistério.  É diferente dos canários de cor, tanto no aspecto físico quanto no genético.  É diferente dos outros canários de forma e posição, e se enquadra nessa categoria apenas porque a beleza de seu desenho particular é destacada pelas proporções adequadas de todas as partes de seu corpo.  É diferente da canção canários, na verdade, sua música é diferente da de outras raças de cor e forma ou posição, é um pouco mais selva e estridente, pode-se dizer que tem uma força "ancestral".  Este canário é bem definido como um canário de "design".  Esta raça se espalhou por metade da Europa, passou por inúmeras guerras, está à beira da extinção para se recuperar in extremis.  Ninguém sabe com certeza de onde vem, como foi selecionado, que mutação caracteriza, como a distribuição particular de cor e design na plumagem que ocorre apenas após a primeira muda é explicada.  Sua aparência e sua história tornam fascinante aos olhos de muitos criadores.  Hoje em dia cresce muito bem, embora seja muito difícil obter amostras perfeitas para exposições;  o menor dano às penas permanecerá para sempre mostrando uma leve descoloração na melanina.
Ainda há uma raça mais misteriosa de canários, sobre a qual é difícil supor que está extinta: o London Fancy.  Os traços que esta raça deixou foram poucos, tão poucos que muitos duvidam que ela existiu.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Alguns desenhos feitos por algum criador ou naturalista do passado, uma breve descrição, um exemplar dissecado no Museu de História Natural de Liverpool são as únicas indicações sobre as quais se pode elaborar uma teoria sobre sua origem ( hoje em dia a Londres já é uma realidade , foi reconstruído, nota do tradutor).

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


   Londres sempre foi associada ao Lizard.  Podemos pensar que os dois canários mais misteriosos que conhecemos estão de alguma forma ligados por um parentesco próximo.  Na verdade, diz-se que as duas raças foram regularmente cruzadas entre si.  As galinhas quando saem do ninho são de um aspecto totalmente similar e não é possível dizer o que é uma Londres e o que é um Lagarto.  A única teoria creditada até agora é que a Londres deriva do Lagarto por uma provável mutação que causou a descoloração do corpo do Lagarto na muda, algo plausível com as informações que temos das duas raças.  O lagarto é geneticamente preto-amarelo, a aparência da cor é diferente da cor correspondente canário por causa da distribuição diferente das melaninas nas penas.  A Londres era amarela com asas e cauda preta, aparentemente como uma mancha simétrica, mas tenho uma forte suspeita de que era geneticamente preto-amarelo, o que implica que a sub-furto era preta.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


 Vamos agora examinar cuidadosamente o que acontece com o Lagarto na primeira muda.  Ao nascer, o lagarto tem a pele escura, mas uma plumagem clara, embora seja melânica.  Tem um desenho semelhante ao preto clássico, com estrias e com o lipocromo quase invisível.  As asas e cauda são pretas, as penas grandes são muitas vezes limitadas com feomelanina.  Na primeira mudança, o lipocromo aparece em todo o seu esplendor.  As penas do corpo carecem de melanina na borda, onde o amarelo parece ser bom, enquanto o cálamo (o eixo da caneta) é preto.  Esta é a causa da origem do projeto de escala desta raça.  Para um efeito óptico os intensos aparecem verdes com reflexos dourados, enquanto os nevados são de um cinza brilhante bonito com um esmalte amarelo esverdeado no rosto, peito, costas e espaldina (parte inferior das costas).  Pico e pernas são negros, como todo melânico.  Deve-se notar que a cauda e as asas continuam pretas, porque estas penas não mudam na primeira muda.  Essa característica deve ser lembrada, como na segunda muda, quando as penas da asa e da cauda também mudam, elas se tornam descoloridas, mudando para cinza com partes brancas, especialmente nas bordas.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Nos escritos do século XIX, diz-se que a Londres, quando deixa o ninho, sua aparência e cor é idêntica ao Lizard, das melaninas negras, mas depois da primeira muda a melanina desaparece deixando seu lugar para lipocromo amarelo.  Deve ser enfatizado que as asas e a cauda, ​​como não foram alteradas, permanecem pretas.  Nas sucessivas mudanças, esse negro se perde, tanto que (sempre segundo os antigos escritos) se diz que uma velha Londres se torna toda amarela.  A hipótese que emerge de tal evidência considera a Londres como uma mutação de lagarto recessiva, que aumenta o efeito da perda de melanina na muda até que ela desapareça completamente.

 Neste ponto, devo dizer que a informação que tenho despertou em mim o geneticista (sou biólogo molecular e trabalho em genética).  Descobri que a primeira informação que temos sobre o Lagarto era muito insuficiente, e também temos muitas informações provenientes de um passado muito distante, que eu tinha em mente para formular as hipóteses sobre as duas raças.  Em primeiro lugar, devo dizer que a idéia de que a Londres deriva de uma mutação recessiva do Lagarto não me satisfaz completamente.  Todos os criadores sabem que, se você quiser eliminar uma mutação dominante indesejada do incubatório, é muito fácil descartar os espécimes que a possuem e, portanto, manifestá-la.  Mas se você quiser eliminar um personagem recessivo, a história é diferente, longa, cansativa e o sucesso não é garantido.  Mesmo depois de vários anos, a característica indesejada pode reaparecer inesperadamente porque alguma amostra a carregou, mesmo que não tenha se manifestado.  Agora, eu me pergunto, se por tanto tempo as duas raças foram regularmente cruzadas por que em nenhum incubatório em Lizards apareceu uma Londres ou um canário similar?  Embora esteja atento à seleção é "geneticamente" inconcebível que esta mutación (a Londres) nunca apareça em mais de 50 anos e por tanto a extinção de Londres é incompatible com sua origem tinha sido uma mutación recessiva do Lagarto.  Eu também não posso considerar Londres como uma mancha simétrica particular, como muitos argumentam, porque se a coloração particular depender do mudo, a cor da cauda e das asas sempre seria negra e não apenas no primeiro ano de vida.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]





LAGARTO E LONDRES: duas raças, um único mistério.

Segunda parte

Itália ornitológica maio de 2011. Pasquale de Luca.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


 Nestas bases, chego à mente apenas duas possibilidades que ainda não sei checar:
1) Lizard e London vêm de uma mutação canária selvagem que afeta a melanina.
2) A Londres vem de uma mutação do canário selvagem e depois para a origem do lagarto.
Vou falar sobre essas duas hipóteses e explicar por que as considero mais possíveis do que todas as outras formuladas até agora sobre essas duas raças.
Tenha em mente que o canário selvagem é preto e amarelo e que as duas raças são muito antigas e menores do que o canário colorido, então eles podem ter aparecido antes das mutações dos canários de cor.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


De acordo com a primeira hipótese, seria uma mutação do canário selvagem que afeta a produção de melanina apenas na primeira muda, provavelmente em um dos genes que controlam a formação ou distribuição deste pigmento, e essa mutação teria um efeito parcial no Lagarto e total na Londres (seria o mesmo fenômeno com intensidade diferente, isto é, com a capacidade de ser mostrado no fenótipo).  Como o gene afetado é o mesmo, o Lizard e a London podem ser pareados sem problemas.  Embora nenhuma justificativa seja dada ao casco do Lagarto, essa hipótese elimina a necessidade de uma hibridação com outra espécie, hibridização que ninguém conseguiu repetir e que também explica porque algumas cidades de Londres têm manchas na forma de escalas.
De acordo com a segunda hipótese, penso que é possível que a mutação do canário selvagem tivesse originado diretamente a Londres, e então o Lagarto é uma seleção sucessiva de um fenômeno de atenuação da perda de melanina, que deixa o negro ao redor do cálamo das penas. dando origem às escalas.  Com esta segunda hipótese pode-se explicar que o casco é um remanescente ainda presente da Londres (mas não está presente em todo o Lizard).
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



 Eu imagino o fenótipo de Lagarto como recessivo em relação ao fenótipo de Londres, e isso explicaria porque a seleção manteve o Lagarto (talvez fosse mais apreciado) remoto e diferenciado da Londres.
Como eu disse, ainda não sei como provar minha teoria.  Mas eu gostaria de lembrá-lo de que, se você emparelhar um Lagarto com um Lagarto com um lipocromo, terá uma mancha com escamas.  Isto significa que o Lagarto se comporta geneticamente como um melânico, só que transmite a peculiaridade da distribuição da melanina.  Se um Lagarto estiver emparelhado com um bruno preto, o desenho do floco não aparece, mostrando que geneticamente o efeito do Lagarto é recessivo em relação à coloração do canário selvagem, sem que qualquer hibridização tenha interferido com outra espécie.
[size=35]DE LAGARTO PARA LONDRES[/size]
(2ª parte)
Luigi Dall 'Ava
Itália Ornitológica 1991.

O lagarto tem um gene que se opõe à formação da melanina.
Pesquisas posteriores me mostraram que essa descoloração era de origem genética, que é causada por um fator bloqueador da ação dos melanóforos, e que o gene estava dentro dos folículos, de modo que apenas o lagarto, que tem a pele Claro pode evoluir para uma Londres, e a ação do gene é, por sua vez, subordinada à ação de outro gene "temporizador" que determina o momento da ação.

O gene despigmentante entra em ação apenas durante a muda porque é controlado por outro gene.
         Se o gene do temporizador estiver desestabilizado, a despigmentação pode ser antecipada no tempo e os espécimes ficarão mais claros antes da primeira muda e somente a ponta das asas e a cauda permanecerão pretas.
A despigmentação sempre começa na borda das penas e continua em direção ao centro, por meio de circunvalação e é preferencialmente feita na metade superior das penas, de modo que abaixo delas permaneçam escuras.
A despigmentação é estritamente localizada. Na verdade, o bico, as pernas e os olhos ainda estão pretos. Ele se manifesta com a primeira mudança e cada pena que cai é substituída por outra mais clara, dependendo do grau de despigmentação.
No início, a despigmentação é fraca, mas é reforçada com emparelhamentos seletivos adequados. Por conveniência, subdividi em quatro fases ou graus a diminuição quantitativa da pigmentação escura: em grau I há uma redução de 25%, em II de 50%, em III de 75% e em IV de 100%.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
          Quando um cavalo atinge o grau IV, é uma Londres para todos os efeitos, independentemente de todos os defeitos que possa ter.
Uma raça é diferenciada de outras por suas características peculiares. Em Londres, o despigmentante é o melhor, e o resto, como forma, tamanho ... são apenas um complemento da característica principal.
Observações sobre outras formas de despigmentação
Enquanto estamos falando sobre o tema da despigmentação, acho interessante falar sobre outras formas que acompanhei com grande atenção.
Há alguns anos adquiri em uma exposição duas mulheres (irmãs) de bronze intenso, com escalas como os Lagartos. Atônito e cheio de curiosidade, tentei combinar essas fêmeas com machos das mesmas características para poder analisar os resultados. Mas tudo foi em vão porque não encontrei machos com essas características.
Na primavera, com a intenção de acentuar as escamas, coloquei as fêmeas com um lagarto macho de fundo vermelho. Do cruzamento vieram vários exemplares com aparência de brócolis normal, sem nenhum sinal de despigmentação. As duas fêmeas, durante a muda, voltaram à sua aparência normal.
Como interpretar esse evento? Poderia ser devido a uma causa genética ou a um distúrbio temporário de um tipo alimentar ou hormonal?
Às vezes, as penas podem aparecer com as extremidades despigmentadas que se tornam normais após a muda. Embora este caso seja geralmente temporário, pode ser devido a um atraso na atividade dos melanóforos em relação à construção da caneta.
Outros sinais de escamas são evidentes em certas grandes raças inglesas, mesmo no Gloster. Neste caso, a despigmentação é de origem genética, mas estável, e não varia como em Londres.
Após esse parêntese, retornamos à história de Londres, no ponto em que se estabeleceram os princípios básicos, é necessário confrontar a teoria com a prática.
A Londres poderia ser produzida de duas maneiras diferentes.
Um bom dilema foi agora vislumbrado: devemos escolher entre duas possibilidades. Um levou à instabilidade do fator despigmentante; o outro, ao contrário do aumento de sua atividade. Qual foi o caminho certo?
O primeiro caminho é rápido e seguro, mas está impregnado e cheio de consequências indesejadas; o outro é lento e incerto, mas sem efeitos colaterais.
No começo eu escolhi o primeiro para abreviar no tempo, então eu fui para o outro para corrigir os aspectos negativos e foi uma decisão sábia.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Primeira maneira de induzir despigmentação.
        Não irei aos detalhes de todo o processo que segui e que ninguém deveria seguir. Agora eu tenho os canários despigmentadas e não vê a necessidade de começar do zero em um trabalho tão ingrata, considerando que, pela primeira despigmentada eu tinha que passar vários anos, selecionados entre centenas de cópias para chegar ao selecionar cerca de 5 cópias.
Possivelmente eu explicarei em um futuro próximo em detalhes o processo que eu segui, não só para satisfazer a curiosidade de alguns, mas também para dar a possibilidade a algum criador corajoso de tentar este primeiro caminho.
Uma pesquisa com muito trabalho.
        Essa busca começou na segunda metade dos anos 70 (não me lembro exatamente do ano). Eu decidi começar esta aventura, esvaziando as gaiolas de todos os animais fora desta experiência, para ter o máximo de espaço possível para ele.
Seguiram-se anos de travessia e seleção, divididos entre esperança e incerteza e, finalmente, chegou o primeiro despigmentado. Depois de dois anos, inesperadamente, um casal me deu seis Londres, de um tipo de mosaico tão despigmentado que eram quase brancas.
As canárias não eram perfeitas, de fato, aqui e ali, a melanina residual persistia, mas uma era uniforme: tinha um véu branco coberto por um cinza residual. Esta era sua aparência quando ele estava em repouso, mas quando sua plumagem foi decomposta ou foi soprada, a escuridão da sub-pena era perceptível.
Os velhos desejos se tornaram realidade; O design alcançado para nossos amiguinhos já tinha uma linha bem definida, ainda precisava de alguns ajustes, adicionar outras cores e o trabalho estava feito, eu poderia dormir satisfeito ... Mas a fatalidade estava à espreita!
Naquela época, eu tinha muito trabalho e deixei todos os Canarianos em um folheto externo, como fiz antes sem consequências: foi uma decisão imprudente que me custou caro!
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
          De repente começou uma infecção violenta que afetou minha criação sem piedade. Canários morreram com sintomas respiratórios graves e não sabiam a causa da doença, que era rebelde a qualquer tratamento. Acabou sendo um ataque de varíola do qual muito poucos sobreviveram, tão poucos que você podia contar nos dedos de uma mão.
Três anos mais tarde, quando eu reconstruída uma fazenda próspera de acordo com o mesmo projeto, o destino me manteve outra experiência amarga, o tiro mortal 88, definitivamente uma experiência como um terrível pesadelo melhor esquecer!
O trabalho começou, com desânimo suficiente, pela terceira vez. Se o trabalho não tivesse falhado devido à má sorte, Londres já seria uma realidade. As posições voltaram a ser alcançado, o London ainda não apareceu, mas está prestes a fazê-lo, tudo depende das circunstâncias.
O que mais me impressiona é a reação daqueles que vêem os canários despigmentados pela primeira vez. Até os especialistas ficam perplexos e incrédulos, depois levantam os ombros e dizem: é uma tentativa! É claro que eles gostariam de ver nos precursores, um protótipo já perfeito, mas não pode ser assim, caso contrário, eles não seriam precursores. Eu me pergunto: é realmente tão difícil entender que, se um despigmentação de 25%, 50% ou 7 5% é um sucesso, também é possível que o l00%!
A despigmentação não é semelhante a uma mutação que aparece de repente e já está completa em seu modo de ser e agir. A Londres é construída gradualmente pela adição de caracteres semelhantes e funciona como um lagarto modificado.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

A despigmentação aumenta com cada aplicação até se tornar irreversível.
A despigmentação é gratuita e imprevisível; poderíamos compará-lo com uma avalanche que é precipitada e seu volume está aumentando constantemente. Certamente segue sua lógica, mas como uma avalanche pode inesperadamente adquirir proporções inesperadas, somente o Lagarto pode pará-lo.
Penso em um especialista inglês que apareceu há alguns anos na GdU. Ele comparou o Lizard e London com dois trens com uma rota paralela; a definição mais exata, na minha opinião, seria a de dois trens na mesma rota, mas com direções opostas. O Lagarto tem uma marcha à ré, a Londres pode voltar nos primeiros estágios. O lagarto pode se tornar uma Londres, a Londres nunca pode se tornar um lagarto.
Se a despigmentação é semelhante a uma avalanche ou a um trem, em que momento ela vai parar? A velha Londres de muitos anos atrás, era o estado terminal ou poderia o processo continuar?
Eu ainda me faço algumas perguntas apenas por curiosidade. A sub-pluma de Londres tende ao preto. Mas o que acontecerá com o par de duas Londres: a despigmentação vai parar ou progredir até o desaparecimento total do negro da sub-pena?
Luigi Dall'Ava


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Visite e participe.Abraço

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por José Luis em Seg Jan 14, 2019 3:11 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Luis
Moderador
Moderador
José Luis

Sexo : Masculino
Nº. Mensagens : 4205
Idade : 49
Localização : Lisboa
Ocupação : Metalurgico
Humor : De tudo
Data de inscrição : 25/05/2011
Pontos : 4755

Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  Empty
MensagemAssunto: Re: Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos    Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  EmptySeg Jan 14, 2019 3:06 pm

A FANTASIA DE LONDRES
Odorico Mannelli - 1964 Edizioni Zootecniche Udine
 Artigo escrito em 1964, e isso parece um exemplo do pensamento de algumas pessoas em um determinado momento.

A London Fancy é uma corrida completamente extinta e alguns especialistas duvidam que ela existisse.  Eu não conheço na Inglaterra um criador, mesmo os idosos, que se lembram de ter visto uma Londres.  O canário só é conhecido pela literatura e descrito como pequeno, com uma plumagem de ninho inteiramente escura ou manchada de melanina.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Talvez nunca tenha existido .  Diz-se que na primeira muda todas as suas penas escuras foram transformadas em outras de um amarelo dourado bonito com tons de laranja, enquanto as penas das asas e cauda não mudam e permanecem escuras.  Um canário com estas marcas nas asas e na cauda, ​​que contrastam muito bem com o amarelo brilhante são muito raras e são mais do que justificadas as dúvidas dos criadores modernos, porque tais características não são encontradas em qualquer outra raça.  O London Fancy é um canário que só pode ser exposto no primeiro ano de vida porque muda as penas das asas e cauda para uma cor acinzentada que não tem apelo.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



A transformação não é justificada.  As dúvidas dos atuais criadores sobre a real existência de Londres baseiam-se nos seguintes fatos.  Quando estes canários eram famosos foi o início da prática de coloração, desconhecida pela maioria dos criadores.  Pode muito bem ser, eles dizem, que a má nutrição sem proteínas suficientes durante a muda impediria a formação de melanina, enquanto a oferta generosa de alimentos corantes causou uma mudança na plumagem, que é impregnada com uma laranja amarelo dourado. , que contrastava com as penas das asas e cauda que não mudam e permanecem muito escuras.  Esse contraste não foi possível na segunda muda, quando as penas da asa e da cauda caíram e perderam a cor preta.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Semelhanças que não existem.  Compartilho a opinião dos especialistas britânicos, em que a transformação da plumagem no primeiro ano é explicada como uma consequência dos corantes fornecidos na comida, uma vez que não é justificada por qualquer lei hereditária conhecida.
É comparado com as galinhas Lagarto que, segundo a literatura, no ninho tiveram a mesma aparência, mas tal comparação não é adequada porque o Lagarto no ninho é escuro, e após a muda ainda é escuro embora o desenho varie um pouco , mas não desaparece como na Londres.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


 Esforços e pesquisas estão sendo feitos para recriar a Londres, mas os resultados alcançados até agora não têm nada a ver com o que é descrito nos livros antigos sobre canaricultura e é uma dúvida muito razoável que este canário nunca pode ser alcançado.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Visite e participe.Abraço

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Luis
Moderador
Moderador
José Luis

Sexo : Masculino
Nº. Mensagens : 4205
Idade : 49
Localização : Lisboa
Ocupação : Metalurgico
Humor : De tudo
Data de inscrição : 25/05/2011
Pontos : 4755

Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  Empty
MensagemAssunto: Re: Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos    Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  EmptySeg Jan 14, 2019 5:30 pm

O London Fancy e o Lizard canário. . . para quem é muito curioso



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
World Show 2017, parte 4: a fantasia de Londres

postado em 30/01/2017 30/01/2017 de Huw Evans

Uma classe de London Fancies foi apresentada no World Show de 2017 em uma seção oficialmente conhecida como Nouvelles Race en étude (pas de medailles) , em outras palavras, para avaliação e competição. Isso faz parte do processo do COM de avaliar uma nova raça antes que ela possa ser reconhecida oficialmente.
Não vou entrar nos detalhes do processo aqui, mas começa com a) a apresentação de uma descrição técnica da raça (o padrão da mostra) eb) uma exibição de espécimes que estão em conformidade com esse padrão. O processo leva no mínimo três anos; Existem muitos obstáculos ao longo do caminho. A recém-graduada familiar aos leitores britânicos foi a Irish Fancy.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Uma ilustração do canário de Londres Fancy de The Canary Book por RL Wallace (1877)
O objetivo, é claro, é recriar a Fantasia de Londres como descrita nos livros de aves do século XIX: um pássaro escuro que se destacou na primeira muda, além de suas asas e cauda. Não é uma ótima foto, mas o pássaro no início deste artigo tem essas características essenciais. Há melhorias a serem feitas na escuridão das asas, cauda, ​​bico e pernas, mas, no entanto, este é um bom exemplo em um estágio tão inicial no desenvolvimento da raça.
Infelizmente, a nova fantasia de Londres caiu no primeiro obstáculo. O refrão comum (todos provenientes de fontes não oficiais) era que a maioria das aves em exposição eram apenas canários variegados e, portanto, não atendiam ao padrão. Os leitores que se lembrarem do meu artigo sobre o London Folly entenderão o problema.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] New London Fancy no World Show 2017. Observe as penas claras na asa e cauda Nem tudo está perdido, mas haverá um atraso antes que o processo possa ser reiniciado, e espero que o London Fancy Canary Club use esse tempo com sabedoria. É preciso reconhecer que existem duas cepas diferentes do "novo London Fancy", mas que apenas um deles tem a chance de ser reconhecido oficialmente. Vou explicar por que em um futuro capítulo da minha série sobre variegação.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Visite e participe.Abraço

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Luis
Moderador
Moderador
José Luis

Sexo : Masculino
Nº. Mensagens : 4205
Idade : 49
Localização : Lisboa
Ocupação : Metalurgico
Humor : De tudo
Data de inscrição : 25/05/2011
Pontos : 4755

Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  Empty
MensagemAssunto: Re: Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos    Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  EmptyTer Jan 15, 2019 10:50 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Visite e participe.Abraço

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Militão
Moderador
Moderador


Sexo : Masculino
Nº. Mensagens : 6865
Idade : 55
Localização : loures
Ocupação : empresario
Humor : bom
Data de inscrição : 22/01/2011
Pontos : 7109

Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  Empty
MensagemAssunto: Re: Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos    Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  EmptyTer Jan 22, 2019 3:04 pm

Ainda bem , num mundo onde desaparecem dezenas senão milhares de espécies anualmente a noticia do reaparecimento de uma estirpe é espectacular. Very Happy fixe



Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  Empty
MensagemAssunto: Re: Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos    Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos  Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Reaparece o London Fancy Canary extinto há 100 anos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
* kaciPesca * :: - Lazer - :: » Off-Topic « ::  Silvestrismo-